há 5 meses
Dia 6.11
Relatório em ordem cronológica

O governador do Amapá, Waldez Góes, decretou Estado de Emergência (Decreto nº 3851) nos 13 municípios afetados pelo apagão compactuado junto ao governo federal. O documento permitiu providenciar contratação de geração de energia emergencial para atender áreas críticas, logística para distribuição de água potável e aquisição de combustível para o abastecimento dos serviços contratados.

Ação do governo federal
O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, e dois técnicos federais de análise de cenário chegam ao Amapá para reforçar o monitoramento e colaborar nas providências tomadas para solucionar os transtornos causados pela crise.

Manobras para os serviços essenciais
A pedido do Governo do Amapá, uma manobra de energia garantiu a energização das redes elétricas onde estão localizados os hospitais públicos e privados de Macapá e Santana por 24 horas. Os geradores de energia destas unidades de saúde estão abastecidos para serem usados se necessário.

Segurança
A secretaria de Segurança Pública criou estratégia para aumentar a policiamento nas cidades afetadas pelo apagão. Uma escala extra foi criada e policiais com funções administrativas foram para as ruas.

Distribuição de água
O Governo do Amapá providenciou três geradores de energia para alimentar os sistemas de distribuição de água dos Conjuntos Habitacionais Macapaba 1 e 2, na zona norte da capital.